08 setembro 2016

Vida de Mãe: O parto

No dia 31 de agosto minha pequena veio ao mundo!
Foi uma experiência tão incrível que resolvi compartilhar com vocês...
É textão, mas acredito que vale compartilhar a minha experiência para, quem sabe, auxiliar outras mamães.
Já adianto que, uma das coisas que toda mãe precisa se adaptar é a situação: expectativa x realidade.
Meu parto não foi nada como pensei ou planejei, mas foi perfeito!


No começo da gravidez li muito, conversei com amigas que já tiveram filhos, busquei informação para saber o que eu queria e não queria para o meu parto. Já no início decidi que queria parto normal. Decidido isso, fui atrás de profissionais que pudessem me auxiliar nessa empreitada. Sem uma rede de apoio, de pessoas que confio e que me trouxeram segurança, com certeza eu não teria conseguido ter um momento tão maravilhoso e cheio de amor... Isso é essencial para qualquer gestante!
(Para quem se interessar, vou colocar todos os contatos no final do post)
Nesse tempo vi lindas fotos de partos e pensei: preciso registrar esse momento! A primeira pessoa que meu marido e eu cogitamos para essa missão foi meu primo querido. O trabalho dele é maravilhoso e, com certeza ele é alguém com quem eu ficaria à vontade num momento tão íntimo.

Dito isso, vamos ao relato, e às fotos! ♥

Com 33 semanas minha pequena quis se apressar e vir ao mundo. Eu, como mãe de primeira viagem, achava que ela estava se mexendo demais e que era normal. Por sorte eu tive uma consulta no dia e conseguimos conter a tempo essa apressadinha... Depois disso, muito repouso e medicação pra inibir. Quanto mais a gente conseguisse deixá-la na barriga, melhor pra ela. Menos riscos ela correria.
Ela deu vários alarmes falsos... Eu tinha contrações às vezes tão constantes que cheguei a ir todos os dias da semana na maternidade, pra fazer exames e avaliações... Isso me deixava cada vez mais ansiosa e cansada.. Eu já não conseguia dormir direito... Com esse susto o final da gravidez virou um poço de ansiedade! Mas, conseguimos segurá-la até 39 semanas.. Ufa!
No dia 28 as contrações vieram com mais força e dor... O tampão já tinha ido embora há alguns dias... Pensamos: chegou a hora! Mobilizamos obstetra, doula, enfermeira obstétrica, fotógrafo... Todos a postos esperando o grande momento! Mas as contrações não ficavam ritmadas... E nem iam embora. 4cm de dilatação e uma noite não dormida...
No dia seguinte as contrações continuaram. Também sem ritmar. 
Minha pressão tinha aumentado nas últimas semanas e o inchaço nos pés, que tive em algumas ocasiões, se recusava a desaparecer.
Em uma conversa com a médica, decidimos fazer um toque para tentar estimular a dilatação, pois o colo estava favorável e, depois de semanas nessa situação, o que eu menos queria era arriscar a saúde da Agnes, ou chegar ao ponto de não conseguir o parto normal.
A dilatação foi a 7cm. As cólicas aumentaram consideravelmente, mas nada de ritmar...
Passamos outra noite em claro esperando evoluir e nada! 48 horas de pura expectativa e cansaço!
Na manhã do dia 30 fomos à maternidade para fazer um exame e ver como estavam os batimentos cardíacos e movimentação dela, e acompanhar as contrações. Para evitar qualquer problema com o nosso bebê, e manter nosso plano de ter um parto normal, optamos pela indução.
Fiz a internação após o almoço e fui colocada no soro com um pouco de ocitocina.
O clima no quarto era o melhor possível... Meia luz, o ar estava confortável, estávamos conversando e rindo... Em nada parecia clima de hospital. Meu marido, a enfermeira obstétrica, a doula, o fotógrafo, a médica, todos num clima de alegria e expectativa...


Depois de 1 hora, mais ou menos, nada tinha mudado. Nem as contrações nem a dilatação mudou. A médica aumentou um pouco a dose de ocitocina e aguardamos. Mais de 2 horas depois e... NADA!
Algumas contrações mas, nada de ritmar ou de aumentar a dilatação...


Decidimos que seria melhor estourar a bolsa e acelerar o processo...
Aí, sim, as dores vieram com vontade!


Eu havia feito uma playlist pra curtir antes de irmos para o hospital, pois o planejado era ficar em casa, com acompanhamento da enfermeira e da doula, até o momento de ir para trazer a Agnes ao mundo. Mas, tudo mudou de repente.. Como minha doula é prevenida, ela havia levado uma caixinha de som e ficamos ouvindo as músicas que mais amo...
Estouramos a bolsa, as luzes do quarto foram apagadas... As contrações vieram fortemente e, de repente, começa a tocar uma das músicas que mais AMO!


Aí caiu a ficha: ela estava chegando!
Olhei pro meu marido, que estava sempre perto, me dando apoio e amor... ♥ Chorei.
Eu chorava de medo, de dor, e de alegria por estar sendo tudo tão perfeito... Como pode tanto sentimento confuso num momento só? Vai saber... Hehehe...


Foi feito um acompanhamento constante para ver se os batimentos cardíacos do bebê estavam bem...


Finalmente a dilatação foi à 9 cm e fomos para o centro cirúrgico...
Chegando lá eles já tinham preparado tudo... A luz do ambiente estava suave, trouxemos a caixinha pra continuar com a música, a banqueta para parto vertical estava pronta com um "tapete" logo à frente, onde a equipe se posicionou. 


Foi colocado um banco atrás da banqueta, pro meu marido ficar comigo durante o parto... Depois desses dias de dor e expectativa, eu já estava me sentindo exausta e esse apoio dele foi fundamental pra eu me sentir forte e segura..


Mesmo com toda a dor, também tivemos momentos de descontração, afinal de contas estávamos em um momento de alegria!



Mas, nem tudo é sorriso né minha gente?
Parir dói. Isso é fato.

 

 Em alguns momentos achei que não iria conseguir...


Mas, como falei anteriormente, estava cercada de pessoas queridas...
E, cercadas de todo esse amor, às 00h46 do dia 31, nasceu minha pequerrucha...


Eu só sabia chorar...


Aquele serumaninho tão pequeno e indefeso tinha saído de dentro de mim...
Muito surreal! Um momento incrivelmente lindo!


Ela veio direto pro meu colo e assim ficou até o cordão umbilical parar de pulsar...



O papai, corajoso, foi quem cortou o cordão...


E eu só tinha olhos pra ela, e ela só tinha olhos para mim... ♥ 


Aí foi só felicidade!!!
 Na hora em que ela saiu a dor parou, o cansaço foi embora, e uma alegria absurda tomou conta de nós...


Não tive laceração, não precisei de pontos. Saiu tudo mais perfeito do que imaginei!
Fomos pra sala de recuperação, onde ela mamou pela primeira vez...


Quando subimos para o quarto a vovó coruja já estava lá nos esperando...


Já era madrugada mas estávamos quase fazendo uma festa na maternidade! Rs...


Depois de só ter almoçado no dia anterior, eu estava varada de fome!
O marido saiu pra comer alguma coisa e trouxe um lanchinho pra mim... Como a médica me liberou pra comer o que quisesse, fiz uma molecagem e aproveitei! Hehehe...
(Desculpa, mãe! Desculpa, Guigui! Desculpa, Dra! Desculpa, Braseel! Mas, eu precisava de "sustança"! HAHAHAHA...)


E foi assim que Guigui chegou nesse mundão véi doido!
Curiosidade: essa batinha que vestimos nela também foi a primeira roupinha que vesti.

Foto: Rômulo Juracy / Arte: Cibele Brito (mais conhecida como tia coruja)

Foi incrível! Foi perfeito!
Portanto, preciso agradecer às pessoas queridas que tornaram esse momento mais que especial:

♥ Minha doula, Ana Araújo, que me acompanhou durante toda a gestação... Foi paciente e muito querida, principalmente nas minhas crises de ansiedade e nervosismo! Rs... Foi o apoio perfeito pra mim e pro marido que, em certos momentos, ficava perdido, sem saber o que fazer;
♥ Meu fotógrafo do coração: Rômulo Juracy (FB, @romulojuracy), que transformou esse momento incrível em imagens tão lindas que não consigo parar de olhar...
♥ Toda a equipe da Clínica Gesta Vida: atendentes, enfermeiras, médicos... Todos foram maravilhosos!
♥ As enfermeiras obstétricas: Ivana, Fernanda, Ana Paula (também da Gesta Vida), que estiveram sempre à disposição... Umas queridas...
♥ Toda a equipe do Hospital Maternidade Brasília
♥ Dra. Michele, da Clínica Fisio&Pelve. A fisioterapia foi essencial pro sucesso do parto!
♥ Um agradecimento especial à Dra. Fernanda Mallmann.
No momento em que eu estava quase em desespero procurando por um profissional que me transmitisse segurança e que tivesse um pensamento humanizado, ela caiu do céu. Ela foi uma querida e, com certeza, foi peça fundamental pra que eu tivesse um parto tão incrível! ♥

Lógico que não posso deixar de agradecer ao marido.
Pessoa linda, que esteve me dando apoio em todos os momentos... Um paizão e um maridão!
Amor define! ♥

A primeira foto da família.

12 comentários:

  1. Que Deus abençoe a todos vcs... Parabéns pela Agnes... fofa d+... e nossa!!!!...perfeito todo esse relato....muito bonito... senti até que estava presente naquele momento mágico...

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Foi lindo mesmo! Perfeito!
      Obrigada por ser tão incrível e sempre estar ao meu lado...
      Eu te amo! ♥

      Excluir
  3. Que linda a chegada da Agnes, me emocionei com seu relato e tô louca pra conhecer essa fofinha.
    Você foi demais Sâmia e o Ney um super querido!
    Sua filha já nasceu sortuda com uma mãe e um pai maravilhosos!
    Muita saúde e alegrias para a Agnes.
    Bjosssss

    ResponderExcluir
  4. Cheguei até aqui pois a Dra.Fernanda compartilhou seu relato. Ela também fez o meu parto junto com o Dr. Caio. Parabéns, seu relato está lindo. Me emocionei lembrando do meu. Que bom que vc conseguiu fico feliz por cada uma que consegue. Também tive que induzir mas ao contrário de vc eu não tinha absolutamente nada. Nem contrações nem dilatações e por conta disso meu PN foi muito sofrido. Precisei de anestesia e passei muitas horas sofrendo. Mas apesar de tudo minha filha nasceh de PN e sou eternamente grata a toda equipe Gesta vida. Inclusive a Michele também rs. Parabéns pela sua bebê. Momento lindo. Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho, Gabriela!
      Que bom que você também conseguiu! É sofrido, mas vale cada dorzinha...
      Muita saúde e felicidade pra você e sua família!
      Bjo! ♥

      Excluir
  5. Oii Sâmia, que belo relato, lendo cada detalhe parecia que estava junto com vocês.
    Agora que vou ser mamãe também, estou lendo bastante sobre o assunto. Também quero parto normal e estou torcendo para que tudo dê certo. Sua princesa é linda. Parabéns!
    Beijos
    www.ideiasemcasa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Livia!
      Fiquei muito triste com a sua perda... Espero que o amor de vocês seja o apoio que você precisa nesse momento.
      Sinta-se abraçada! ♥

      Excluir
  6. Cheguei até seu blog por acaso e de cara me identifiquei... minha Carolina nasceu dia 27/08, poucos dias antes da Agnes, e também de parto normal. Lendo seu relato relembrei toda a magia "dolorida" de parir... Estarei sempre aqui acompanhando vocês!
    Beijos
    Andressa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Andressa!
      Então é já que a sua também faz aniversário! Como passa rápido, né?
      É realmente um momento lindo e inesquecível! ♥
      Seja muito bem vinda!
      Muito amor e saúde pra você e sua pequena! Bjo!

      Excluir